Archive for

O QUE É O KODI?

Kodi ou anteriormente conhecido como XBMC é um programa multimídia Open Source, disponível na maioria das plataformas, sendo capaz de reproduzir qualquer conteúdo multimídia, tanto de vídeo como diferentes formatos e imagens, tem a capacidade de adicionar vários acessórios (isto é o que o faz tão especial) também tem a capacidade de exibir o tempo, e instalar alguns programas e muito mais.

Kodi foi criado em 2003 por um grupo de desenvolvedores voluntários espalhados pelo mundo. Mais de 450 desenvolvedores de software têm contribuído para a melhora do software, e mais de 100 tradutores têm trabalhado para expandir seu alcance, tornando-o disponível em mais de 65 idiomas.

Para fazer o Download do KODI acesse o link abaixo:

https://kodi.tv/download/


PORQUE O KODI É TÃO ESPECIAL?

1.1 Add-ons (Complementos ou plugins)

Estes arquivos são suplementos, onde eles podem conter informações diferentes, os mais populares são suplementos de vídeo onde eles são usados para conseguir assistir canais de TV paga, séries ou filmes com definição até em Full HD sem interrupção e completamente grátis.

Complementos de vídeo, suponha que é composta de vários pacotes de listas diferentes, estes podem ser categorizados por TV ao vivo, filmes, séries e cada lista dentro do conteúdo de tais informações. Estas listas são criadas por qualquer usuário (como você ou eu), alguns dos quais são compartilhados generosamente a todos online. Kodi é um software de código aberto (open source) significa que qualquer um pode criar conteúdo para Kodi. Temos a oportunidade de aumentar a quantidade de complementos para o que quiser. Enquanto algumas listas não parecem funcionar 100% por muito tempo, mesmo assim, vale muito a pena, como os criadores de addons costumam dar atualizações quase que diariamente, e cada vez mais novos addons estão disponíveis e vão aparecendo melhorias em seus conteúdos.

Além disso, como existem addons (complementos) para vídeos, há addons para músicas, imagens e programas, significa que temos um mundo cheio de conteúdo e diferentes possibilidades que podem vir a apreciar e descobrir quase que diariamente.

1.2 Multiplataforma

Sendo de código aberto alguns desenvolvedores descobriram uma maneira de executar isso em uma infinidade de dispositivos, como os mais populares são Windows, Linux, OS X, Android, iOS, TVOS (Apple TV), Smart TV (dependendo de marca e modelo) Amazon Fogo, Raspberry Pi e diferente HTPC (Home Teather PC), etc...

1.3 Skins (aparência)

É a capa usada para alterar a aparência do seu Kodi, como alterar o estilo da fonte, o arranjo dos menus, criar atalhos, imagens de fundo, entre muitas outras coisas, tudo para dar a você fazer a sua própria personalização do seu Kodi. Ele também tem um grande catálogo de Skins para você escolher, ou você pode criar a sua própria skin personalizada, ou instalar uma outra qualquer criada por algum usuário.

1.4 Multilíngue (idioma)

Kodi é um projeto tão grande que tem um impacto global, tem o apoio da maioria dos idiomas, felizmente na América Latina, há muitas pessoas que criam conteúdo e compartilham o seu trabalho para nos trazer todos os tipos de conteúdo em nossa língua, addons com filmes e séries, onde também tem a opção de adicionar legendas.

1.5 Configuração Personalizada

Ele tem uma variedade de configurações, em que inclui uma seção para cada tipo de conteúdo, a partir da criação do tipo de saída de vídeo para definir canais de áudio, hardware, legendas, imagens, etc... Temos também a opção de controlá-lo remotamente, fazer espelho, definir o clima, lidar com diferentes perfis de usuários entre outras coisas.

1.6 Criar listas de reprodução

Nós temos a capacidade de criar nossas próprias listas de conteúdo, tais como canais favoritos, bem como filmes e séries, incluindo a seleção de um filme para vê-lo mais tarde, sem armazená-lo no disco rígido. Também podemos configurar nossas próprias listas M3U (formato usado para criar canal no Kodi) apesar do assunto ser um pouco mais avançado, em seguida, explicaremos como funciona e como configurá-los.

1.7 PVR e TV ao Vivo

Kodi permite assistir e gravar programas de TV ao vivo a partir da interface gráfica do usuário. Ele funciona com um número de backends populares (configurações do lado do servidor), incluindo MediaPortal, MythTV, NextPVR, Tvheadend, VDR, o Windows Media Center e muitos mais.

1.8 Controles Remotos

Com o apoio de centenas de controles remotos Kodi, podemos trabalhar com TV´s compatíveis com CEC (dispositivo Kodi para controlar a partir do controle remoto da TV) ou podemos usar qualquer aplicativo para smartphone e tablet compatível com sistemas operacionais diferentes.

Exemplo: Eu uso um app android gratuito chamado "Kore".

1.9 Open Source (Código Livre)

Open Source significa que qualquer pessoa pode criar qualquer tipo de conteúdo para o Kodi, isso requer um conhecimento básico de programação e IPTV (opcional). Estes desenvolvedores estão criando suplementos, e por isso que o Kodi tornou-se o melhor Média Center Player.

Alguns desses desenvolvedores estão focados na criação de conteúdo de filmes, séries e TV com acesso ao vivo. Este conteúdo em alguns países pode ser considerado crime (pirataria), é por isso que o Kodi vem previamente sem addons instalados, eles não se responsabilizam pelos addons e conteúdo de terceiros que você pode vir a instalar neste programa.

1.10 O Mundo Kodi mundo não é criador de addon

Como já mencionado que existem pessoas que compartilham seu trabalho generosamente, há outros que não podem ser bem assim, é por isso que pode acontecer de um arquivo baixado pode estar infectado, por isso também, que devemos ter muito cuidado ao instalar addons. No mundo Kodi antes de fazer qualquer recomendação para qualquer addon, revisamos seu conteúdo para verificar que não inclui qualquer coisa perigosa nele. Os mesmos afirmam que nunca foi encontrado qualquer arquivo nocivo em Mundo Kodi, mas fica a dica para que saibam e estejam cientes dos riscos em potenciais.


O BÁSICO DO KODI

2. Alguns dos conceitos mais utilizados no Kodi são:

2.1 addon

Complementos ou plugins são pacotes com funções específicas que funcionam dentro do Kodi, por exemplo, pacotes contendo vídeos, imagens, músicas, programas, etc. Os complementos mais populares são os de vídeo, que contêm diferentes listas de filmes, séries de TV ao Vivo.

2.2 listas

Listas são popularmente um agrupamento de canais ou conteúdo de vídeo, bem como séries ou filmes. Estas listas estão dentro dos addons e só interagimos uma vez que o addon for instalado.

2.3 zip

São arquivos zip que são baixados fora do programa Kodi, nesses arquivos vem os conteúdo de canais e etc... para a instalação do addon no Kodi.

2.4 IPTV

Citado em Wikipedia o IPTV (Internet Protocol Television) ou TVIP (Televisão por IP) é um novo método de transmissão de sinais televisivos. Assim como o VOIP (Voz sobre IP), o IPTV usa o protocolo IP Internet Protocol como meio de transporte do conteúdo. O fato do IP significar Internet Protocol não quer dizer que os conteúdos de televisão sejam distribuídos via streaming na internet. A IPTV não é, portanto, uma Web TV.

2.5 PVR (Gravador de Vídeo Pessoal)

O PVR (por sua sigla em Inglês Personal Vídeo Recorder)  é um Gravador de Vídeo Pessoal em outras palavras, é como simular uma TV a cabo, converter e assistir TV ao vivo, onde temos opções como fazer gravações e permitir EPG (explicado mais adiante).

2.6 M3U

Um arquivo M3U é um arquivo de texto que contém os locais dos arquivos de mídia que o programa deverá executar em uma certa sequência armazenada.

Este é um formato compatível com listas de Kodi (diferentes dos addons) que são normalmente usados para criar listas de canais de televisão. Estes são carregados por um cliente PVR que também via guia de programas pode ser carregado (EPG) fazendo a remoção experiência mais completa.

2.7 EPG (Guia Eletrônico de Programa)

O EPG é o guia de programas como normalmente aparece no pay sistema - TV, esses arquivos são usados para executar e sincronizar algumas listas M3U através de um cliente PVR, eles funcionam diferente do vídeo addons. A vantagem destas guias é que ele e é onde você pode ver o conteúdo completo e detalhes de programação, desde que devidamente configurado. A desvantagem é que essas listas ambos os EPG como M3U, geralmente não duram muito tempo, de vez em quando será necessário atualiza-los e às vezes não é tão fácil de obtê-los. Embora tenha a capacidade de criar suas próprias listas, mas isso é outra história.

2.8 REPOSITÓRIO

Repositórios são bibliotecas de conteúdo, de todos os tipos que você possa acessar através de um endereço web, onde vemos essa biblioteca como se fosse um disco rígido virtual instalado no seu dispositivo. Isso pode nos ajudar a visualizar via biblioteca conteúdos completos que nos desejar sem a necessidade de instalações de arquivos externos no Kodi.

2.9 SKINS

Skins ou temas é a apresentação visual do nosso Média Center, focando na aparência, onde você pode mudar a imagem de fundo, botões, menus, etc. Dentro de alguns repositórios podemos encontrar skins disponíveis que você poderá baixar, tendo uma variedade de estilos diferentes.

2.10 BUFFER

É o espaço da memória temporária, que serve para pré-carregar o conteúdo que está sendo usado. O buffer pode em algum momento impedir ou ficar travando a reprodução, com mais espaço de armazenamento em buffer têm mais fluidez. Este é um problema comum com o buffer, isso ocorre principalmente em canais de televisão, mas o problema pode ser por razões diferentes, seja pela velocidade de nossa Internet ou os recursos no dispositivo onde estamos usando o Kodi.


Matéria traduzida do Mundo Kodi.

Fonte: http://mundokodi.com/que-es-kodi/

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Só pra matar a saudade...

Algumas das versões não são completamente funcionais, mas dão uma boa ideia de como eram os vovôs dos sistemas operacionais modernos

Por Leonardo Müller em 18 de Janeiro de 2014

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

De volta para o passado (Fonte da imagem: Reprodução/Listoid)

Por conta disso, nós preparamos para você esta lista com sete versões clássicas de sistemas operacionais da Microsoft e da Apple que se pode rodar em um navegador web atualmente. Recomendamos utilizar o Google Chrome mais atual que você tiver, mas mesmo assim há a possibilidade de alguns probleminhas ocorrerem. Esta lista foi originalmente compilada pelo ArsTecnhica.

Windows 1.0: o maior pioneiro

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Old, but gold (Fonte da imagem: Reprodução/jsmachines.nt)

Falar em sistemas operacionais clássicos é falar das versões mais antigas do Windows. Esse Windows 1.0 em particular foi lançado em 1985, antes mesmo de a World Wide Web se espalhar pelo mundo. Portanto, imagine você o que uma máquina rodando essa belezinha podia fazer. O pessoal daquela época pareceu gostar da novidade pelo menos. Esse emulador consegue inclusive rodar programas antigos do SO da Microsoft, como Paint, Clipboard e Reversi.

Mac OS System 7: um dos marcos no campo das interfaces amigáveis

Neste website, você consegue emular o funcionamento do Mac OS System 7, um dos marcos na história dos sistemas operacionais por conta da sua interface mais amigável para o usuário. Ele foi lançado pela Maçã em 1991 e, no site, está sendo simulado em um Mac Plus virtual de 1986. Essa versão foi criada por James Friend e conta com uma série de aplicativos que você pode utilizar como se estivesse em um computador antigo de verdade, como é o caso do Mac Draw.

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

A maçã mordida já estava no topo da tela (Fonte da imagem: Reprodução/James Friend)

Windows 3.1: o Windows do passado com cara do Windows de hoje

Essa versão específica do Windows foi um dos marcos para o sistema operacional da Microsoft por conseguir trazer uma interface bastante amigável para o usuário e também inaugurar o esquema de janelas como conhecemos hoje nas criações da Microsoft. Você pode notar algumas diferenças, como os botões de comando dessas janelas, mas o tradicional azul e cinza já deu as caras por aqui. Essa versão foi lançada em 1992 e foi emulada nesse website por Michael Vincent, que recomenda o uso do Firefox 2 ou 3 para executar o site. Acontece que esses browsers são muito antigos, e você provavelmente não os possui mais no PC. Portanto, usar o seu Chrome ou Firefox atual dá quase na mesma.

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Começou a criar uma identidade visual (Fonte da imagem: Reprodução/MichealV.org)

Mac OS 8.6: uma das últimas versões do sistema clássico da Maçã

Não é segredo para ninguém que até a última década, os computadores da Apple não eram lá um grande sucesso ou marca de status como hoje. Por conta disso, a Maçã passou por alguns tempos difíceis e precisou se reinventar para sobreviver e continuar fazendo oposição ao Windows da Microsoft. Isso culminou no fim do tradicional Mac OS, que deu lugar mais tarde ao OS X que vem sendo utilizado até hoje. Sendo assim, você pode conferir neste website uma versão simulada do Mac OS 8.6, um dos últimos antes dele ser descontinuado. Ele apareceu em 1999 e, curiosamente, vinha com a versão 4.5 do Internet Explorer.

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Como o mundo dá voltas. O IE já foi padrão no Mac!! (Fonte da imagem: Reprodução/VirtualDesktop.org)

Windows 95: desse você deve lembrar, quem sabe até utilizou em casa

O Windows 95 é uma das versões mais clássicas de todas as já lançadas pela Microsoft. Ele marca o início da real popularização dos computadores, que até então ficavam somente nos escritórios de grandes empresas. Agora eles estavam começando a chegar às casas das pessoas com muito mais força. Essa versão emulada do Windows 95 não é completamente funcional, mas você pode mexer e navegar por vários elementos, inclusive acessar o painel de controle do sistema.

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Computador doméstico (Fonte da imagem: Reprodução/VirtualDesktop.org)

OS X 10.2: um novo Mac

Para quem é fã da Maçã, esta versão do sistema operacional pode ser considerada uma das salvadoras da companhia, mesmo tendo recebido críticas sobre o desempenho. Com isso, a Apple consegui se manter viva e cultivar o ecossistema que possui até hoje. O OS X 10.2 Jaguar foi lançado em 2002 e ainda carregava o Internet Explorer como navegador-padrão, que ficou com esse posto até 2003, quando a Apple apresentou o seu Safari.

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Um novo começo (Fonte da imagem: Reprodução/VirtualDesktop.org)

Windows XP: o eterno

Não há muito que dizer sobre esse velho sistema operacional que ainda habita os discos rígidos de muitos computadores pelo mundo. Você já sabe tudo sobre ele. De fato o SO ainda é o segundo mais utilizado no globo, ficando atrás apenas do bem-sucedido Windows 7. O novo SO da Microsoft fica apenas com a terceira posição.

De qualquer maneira, o Windows XP foi lançado em 2001 tendo sido recebido como uma grande revolução no campo dos sistemas operacionais. Entre as versões do Windows, ele é o primeiro na linha do tempo a trazer uma interface com elementos em “alta resolução” e uma organização minimamente similar ao que temos no Windows 8.1 atualmente.

Nessa versão simulada em seu browser, entretanto, não é possível fazer muita coisa, mas os elementos clicáveis ficam destacados para você não sair mexendo em coisas desnecessárias. Note na interface da fermenta ícones como “Mozilla” “Outlook Express” e outros aplicativos populares do início da década passada.

Reveja 7 versões clássicas do Windows e Mac OS que podem rodar no navegador

Uma lenda viva (Fonte da imagem: Reprodução/TotalEmulator)

Por fim podemos dizer que a lista preparada pelo ArsTechnica é bastante saudosa e deve ter deixado você curioso sobre os SOs do passado, principalmente se nunca tiver visto um computador rodando qualquer um deles. Ainda assim, se você sentiu falta de algum SO especial na lista, procure um link de uma versão emulada dele e compartilhe conosco nos comentários.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/sistema-operacional/49297-reveja-7-versoes-classicas-do-windows-e-mac-os-que-podem-rodar-no-navegador.htm#ixzz2qyxA3feR

Google lança ferramenta de web design

Google lança ferramenta de web design para conteúdo em HTML5

Google Web Designer foi liberado para download gratuito pela empresa

Google lança ferramenta de web design para conteúdo em HTML5

Em junho, a Google anunciou que estava desenvolvendo uma ferramenta chamada Google Web Designer, que ajudaria na criação de conteúdo em HTML5. Agora, a empresa anunciou o lançamento da versão beta da ferramenta, que pode ser baixada gratuitamente.

O Google Web Designer foi criado para todo tipo de pessoas, já que traz funções mais pesadas para usuários com maior conhecimento de programação, mas, também conta com a facilidade que pode atrair amadores a tentar criar ads interativos e outros conteúdos em HTML5.

É possível animar elementos específicos, utilizando um sistema de layers. Caso você não faça ideia do que está fazendo, pode deixar que o próprio Google completa o seu projeto.

O aplicativo ainda traz ferramentas de renderização 3D, além de outras funções de ilustração. O Google Web Designer pode se conectar ao AdMob e DoubleClick Studio, caso você queira trabalhar com a monetização do seu site.

Clique aqui para acessar a página do programa e baixá-lo gratuitamente.

Fonte:  http://www.tecmundo.com.br/google/45103-google-lanca-ferramenta-de-web-design-para-conteudo-em-html5.htm#ixzz2gQZdSstz

SKYPE: Enviando recados em vídeo para contatos offline

Novo recurso permite gravar mensagens de até três minutos que serão enviadas quando seu amigo fizer login no serviço.

http://www.skype2013.com.br/

É bem provável que você não tenha percebido, mas a última atualização do Skype (versão 6.5.0, para ser mais específico) trouxe um recurso bastante útil e interessante ao software de comunicação distribuído pela Microsoft. Agora, é possível deixar pequenos recados em vídeo para seus contatos mesmo quando eles estiverem offline, permitindo que eles assistam assim que fizerem login no serviço.

A funcionalidade, felizmente, não está restrita aos usuários premium do aplicativo. Quem utiliza o programa de graça tem o direito de enviar recados com até três minutos de duração; quem possui uma assinatura premium, por sua vez, não sofre com qualquer limite de tempo, podendo gravar clipes com várias horas de duração se assim desejar.

Independente do seu tipo de utilização, é extremamente fácil utilizar o novo recurso. Vale lembrar, contudo, que ele só aparecerá caso você tenha a última versão do Skype instalada em seu computador. Para checar a versão que você está utilizando, clique no menu “Ajuda” e escolha a opção “Sobre o Skype”. Caso a sua edição seja inferior à 6.5.0, clique aqui para baixar o instalador atualizado.

Skype: como enviar recados em vídeo para contatos offline

Gravando seu recado

Para gravar e enviar seu recado basta clicar com o botão direito do mouse em cima do nome do contato e escolher a opção “Enviar mensagem com vídeo”. Não se preocupe: você terá a oportunidade de ajeitar a sua webcam na tela que se segue. Quando estiver tudo pronto, clique no ícone esférico para iniciar a gravação, tentando não se esquecer do limite de três minutos (indicado por um pequeno contador que surgirá na tela).

Terminou a gravação? Revise-a para conferir se está tudo certo. Caso não esteja contente com o resultado final, clique em “Regravar mensagem”. Se estiver ok, escolha a opção “Enviar mensagem com vídeo”. Pronto! Agora basta aguardar o processo de envio (representado por uma pequena barra azul). Seu contato receberá a mensagem assim que estiver disponível (mesmo se você estiver offline na ocasião).

Skype: como enviar recados em vídeo para contatos offline

Também disponível em outros sistemas

Vale lembrar que o novo recurso está presente não só no Windows, mas também nas versões do Skype para OS X e variadas distribuições Linux. Os dispositivos móveis também não ficaram de fora: é possível usufruir dessa funcionalidade tanto no Android quanto no iOS (a atualização para Windows Phone e BlackBerry ainda não foi confirmada).

2 opções para adicionar o Menu Iniciar no Windows 8

2 opções para adicionar o Menu Iniciar no Windows 8

Desde que a Microsoft decidiu remover o menu Iniciar do Windows 8, vários programas de terceiros foram criados para ajudar os usuários que querem continuar utilizando o velho e bom menu Iniciar no Windows 8.

Se você faz parte do grupo de usuários que não gostaram da decisão da Microsoft de retirar o menu Iniciar do Windows 8, selecionamos 7 programas capazes de adicionar o velho e bom menu Iniciar no Windows 8.

1. Classic Shell

Classic Shell é um programa gratuito que adiciona um menu Iniciar na área de trabalho do Windows 8. Ele pode ser personalizado e você pode trocar a imagem do botão Iniciar, o estilo do menu Iniciar, selecionar o idioma, adicionar e remover itens, personalizar controles e comportamento do menu Iniciar, e muito mais.

Menu iniciar para o Windows 8

2. StartMenu8

StartMenu8 é um programa que adiciona um menu Iniciar quase idêntico ao menu Iniciar do Windows 7 na a área de trabalho do Windows 8. Assim como outros programas, StartMenu8 não só traz de volta o menu Iniciar para o Windows 8, mas também lhe permite inicializar o Windows 8 diretamente na área de trabalho.

Programa para adicionar um menu iniciar no Windows 8

×